Sisu 2023: Universidades públicas do RN têm mais de 13 mil vagas em cursos de graduação

Compartilhe
Foto: Igor Jácome/G1

Com o resultado do Enem publicado nesta quinta-feira (9), estudantes de todo Brasil começam a corrida pela escolha dos cursos de graduação aos quais vão concorrer pelo Sistema de Seleção Unificada – Sisu 2023, que usa a nota da prova na seleção.

Somente no Rio Grande do Norte, as universidades públicas e o Instituto Federal vão oferecer mais de 13 mil vagas em cursos de graduação neste ano. Segundo o Ministério da Educação, são exatas 13.713 vagas.

Mais da metade delas está concentrada na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Os dados foram divulgados pelas próprias instituições a pedido do g1. O Sisu usa as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para seleção dos candidatos aos cursos em diversas instituições públicas espalhadas pelo país.

Sisu 2023

A previsão é de que as inscrições ocorram de 16 a 24 de fevereiro e que o resultado seja divulgado em 28 de fevereiro, segundo o que divulgou o governo federal.

A UFRN, que terá 7.136 cadeiras distribuídas em 98 cursos de graduação, distribuídas nos campi de Natal e do interior do estado.

Somente no Bacharelado em Tecnologia da Informação (BTI), do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), serão oferecidas 300 vagas.

Inscrições: 16 a 24 de fevereiro
Resultado: 28 de fevereiro
Matrículas: 2 a 8 de março
Manifestação da lista de espera: 28 de fevereiro a 8 de março
Já a Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa), que é sediada em Mossoró, terá 2.710 vagas em diversos curso de graduação. Além de Mossoró, as vagas são distribuídas em Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros.

Também sediada em Mossoró, mas com campi em Natal e outras cidades do estado, a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (Uern), deverá ter 2.509 vagas em 56 cursos de ensino superior.

Embora tenha maior concentração de cursos técnicos, o Instituto Federal do Rio Grande do Norte também contará com 1.237 vagas em cursos de graduação, nas áreas de licenciatura, tecnologias e engenharia, distribuídas em diversas regiões do estado.

Por g1 RN

* Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores.